MBM Finanças: Taxa de Juros Nominal ou Real, do que se trata?

Mesmo que a passos lentos estamos em tempos de retomada da economia. O mercado empreendedor está aquecido onde um movimento anterior de startups inovadoras têm trazido um diferencial para possíveis investimentos no país. Pode parecer otimista demais, talvez seja mas precisamos cada vez mais dentro da comunidade negra ampliarmos nosso conhecimento e mudarmos a maneira que lidamos com nosso DINHEIRO. Sim, a palavra dinheiro não faz mal algum, pelo contrário falar de consumo consciente, investimentos e circulação de riqueza demonstra uma sociedade com maior acesso a determinantes sociais que limitam ou expandem o verdadeiro crescimento e fortalecimento da rede afroempreendedora B2B2C.

O Movimento Black Money neste artigo trata com linguagem simples e exemplo práticos conceitos que podem ser dúvidas para iniciantes no mercado financeiro: Taxa de Juros Nominal ou Real?

Taxa de Juros Nominal ou Real

Podemos definir como taxa de juros a diferença entre o valor pago e o valor recebido em função do tempo. As taxas de juros beneficiam os poupadores fazendo com que seu capital se torne maior ao longo do tempo. Em contrapartida as taxas de juros tornam os bens comprados a prazo mais caros pois é necessário remunerar aquele que cede o crédito com juros.

Se uma pessoa faz uma aplicação de R$1.000,00 e ao final de determinado período de tempo ela recebe R$ 1.100,00 podemos dizer que a taxa de juros recebida foi de 10% (diferença entre o valor pago e o valor recebido). Um exemplo para a tomada de um crédito é que determinada pessoa pode comprar um veículo que custa R$30.000,00 e fazer um financiamento de um ano pagando pelo veículo um valor total de R$37.000,00, neste exemplo temos uma taxa de juros de 23,33% ao ano.

As taxas de juros podem ser classificadas em diversas formas, neste artigo trataremos sobre as taxas de juros nominais ou aparentes e as taxas de juros reais. A taxa de juro seja ela nominal ou real, são também classificadas em função do tempo podendo ser anual, semestral, bimestral, mensal, ou mesmo diária.

Taxa de Juros Nominal ou Aparente

 As taxas de juros nominais são aquelas em que a taxa de juros é um valor aparente, e não representa o custo efetivo do dinheiro seja ele recebido ou desembolsado. Veja o exemplo abaixo:

Um cliente realiza um investimento de R$ 100.000,00 a ser recebido no período de um ano, para fins didáticos havíamos estabelecido que o valor do investimento a ser recebido no final deste ano é de R$ 110.000,00. Entretanto neste período tivemos uma taxa de Inflação na ordem de 9,00%.(Inflação é aquilo que destrói o seu poder de compra)

Esta taxa não é uma taxa real, pois  não é considerado por exemplo o valor da inflação neste período.  Por isso é chamada de Juros Nominal ou Aparente. O mesmo se aplica a um empréstimo, veja:

Uma empresa de Factoring empresta o valor de R$ 20.000,00 a um cliente para receber ao longo de um ano o valor de R$ 30.000,00. Porém,  o cliente tomador do crédito paga uma taxa 10% sobre o valor dado a título de empréstimo (R$ 3.000,00) para fins de emissão de contrato também da aquisição de um seguro.

A taxa nominal é calculada apenas considerando-se o valor recebido a título de empréstimo, não levando em consideração a taxa de contratação. Temos então neste exemplo uma taxa nominal de 50% pois não são considerados os demais custos.

Taxa de Juros Real

As taxas de juro real, em contrapartida levam em consideração a inflação e todos os demais custos envolvidos na negociação. Vamos calcular a taxa real dos exemplos mostrados acima.

Um cliente realiza um investimento de R$ 100.000,00 ao ser recebido no período de um ano, para fins didáticos havíamos estabelecido que o valor do investimento a ser recebido no final deste ano é de R$ 110.000,00. Entretanto neste período tivemos uma taxa de Inflação na ordem de 9,00%

Taxa de Juros Nominal ou Real

Podemos perceber então que com o efeito da inflação a rentabilidade do investimento apesar de ser boa ficou praticamente zerada. O calculo da taxa real é extremamente importante, pois a mesma demonstra quando um investimento é valido ou não.
Veja a aplicabilidade no exemplo 2:

Uma empresa de Factoring empresta o valor de R$ 20.000,00 a um cliente para receber ao longo de um ano o valor de R$ 30.000,00. Porém,  o cliente tomador do crédito paga uma taxa 10% sobre o valor dado a título de empréstimo (R$ 3.000,00) para fins de emissão de contrato também da aquisição de um seguro.

Considerando o exemplo acima, levamos em consideração que do empréstimo realizado de R$20.000,00 ainda são pagos R$3.000,00 a títulos de taxas de contratação seguro, sendo liberado ao tomador do crédito apenas R$ 17.000,00. Neste caso teríamos então uma Taxa Real de 56,66%.

 Uma dica para provas de concursos para um cálculo rápido da taxa real, é que ela é sempre pouco menor que o simples desconto da inflação. Considerando o exemplo 1, o simples desconto da inflação da rentabilidade (10% – 1%) teríamos uma taxa anual de 1%, pouco superior a taxa real calculada utilizando a fórmula que ficou em 0,91% ao ano.

Nada complicado não é mesmo? O Movimento Black Money está disposto a enegrecer questões de diversas áreas e complexidades. Caso tenha alguma duvida ou sugestão de temas que gostaria que fossem abordado no mundo das finanças deixe seu comentário no post.  E não esqueça de compartilhar o conteúdo com sua rede.

Equipe MBM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *